Osteoporose não é coisa de velho


Se você pensa que osteoporose é coisa da 3ª idade, está totalmente enganado. Atualmente é cada vez mais frequente o inicio da doença a partir dos 35 anos.

Está doença caracterizada pela diminuição da massa óssea é silenciosa e os agravantes como: o sedentarismo, a ingestão aleatória de corticoides, ciclos menstruais interrompidos alterando os níveis hormonais, contribui para o aparecimento mais cedo dessa patologia.

Além dos cuidados e estratégias para tratar a doença como:
·        Dietas ricas em vitaminas C e D;
·        Fazer contagem hormonal;
·        Tomar sol até as 10 h da manhã;
·        Realizar atividades físicas.

Precisamos conhecer os Mitos e Verdades sobre os exercícios.

Para que o exercício seja eficaz na fabricação dos osteoblastos (células responsáveis pela formação óssea) tem que produzir vibração com tensões nos ligamentos e impactos que causem micro lesões ósseas  que o cérebro vai entender como fissuras e enviar os osteoblastos para remodelar os ossos.
Diante dos estudos, foi evidenciado que só o fortalecimento e hipertrofia dos músculos (musculação) não são necessários para formação óssea.
















A Hidroginástica serve como um exercício coadjuvante, pois melhora a circulação, equilíbrio, fortalecimento e aproveita o sol (vitamina D), mas não tem produção óssea.

A Caminhada não serve para formação óssea. Bom para circulação, etc...



O método Pilates oferece pouco impacto, em compensação produz tração e vibração necessária nas articulações através das molas com cargas progressivas au-mentando a produção óssea, princi-palmente nos sítios mais acometidos, como quadril e coluna.


A corrida ou trote foram os mais eficazes nos estudos pelo fator impacto, porém deve-se ter o bom senso de não colocar o idoso para correr, se o mesmo não estiver preparado. O ideal seria fazer o trote na esteira, por segurança.  

Atualmente o que há de mais revolucionário e com comprovação cientifica é a Plataforma Vibratória (Juvent). Concluímos, portanto, que o ideal seria associar duas ou mais atividades para agregar fortalecimento muscular, equilíbrio, postura e impacto com objetivo de evitar quedas (o problema mais sério da osteoporose) e ter a consciência de que osteoporose é uma patologia evolutiva portanto o melhor tratamento é a PREVENÇÃO.

Sandra Rocha






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recent

recentposts

Random

randomposts